31 DE JANEIRO DE 1973

31 de Janeiro de 1973

Às vésperas de completar noventa anos de fundação, Barra Bonita encerra mais uma página histórica de ideais, lutas e conquistas, as quais, ao longo destas páginas estão sendo registradas.
E a exemplo das administrações anteriores, iremos sintetizar os acontecimentos marcantes do período 1/2/69 – 31/1/73 – administração dr. Wady Mucare (dr. Duba) – Luiz Saffi – que adotando o slogan “Barra Bonita – Sempre Crescendo” – fizeram dele o símbolo de uma gestão pontificada de grandes realizações, prosseguindo a escalada de progresso do município nos mais variados setores e atividades.
Assim, vimos nas páginas antecedentes: a fundação da Legião Mirim, do Centro de Promoção Social e do Centro Comunitário (estes últimos funcionando em prédios próprios construídos pela Municipalidade); a criação do Curso Superior de Educação Física (FAEFI); a construção do prédio (atual sede da FUNBBE) para funcionamento da Faculdade e demais cursos; a iluminação de diversas Praças da cidade; a reurbanização da Avenida Pedro Ometto; a oficialização dos símbolos do Município (Brasão, Hino e Bandeira); a construção do “Piscinão” da “Mini-Cidade da Criança” todas elas representando grandes investimentos para a melhoria da qualidade de vida dos barra-bonitenses.
A essas realizações acrescentamos: o funcionamento do hotel Turístico Municipal (*), a desapropriação e venda em concorrência pública de 102 casas da Vila Operária (remanescentes das obras da Usina Hidroelétrica); a criação e instalação da 135ª Circunscrição de Trânsito; a reforma, pintura e inauguração dos semáforos na Ponte Campos Salles; a criação e instalação do 2º Ginásio Estadual (atual Verdão); as salas de aula para o 5º e 6º ano construídas em 1969 anexas ao “Fernando Costa”; as construções da escola do Bairro da Estiva (projeto do Engenheiro barra-bonitense José Aurélio Victorino de França, considerada padrão de escola rural pela Delegacia de Ensino); do Almoxarifado Municipal e da “Ponte da Amizade” sobre o córrego Barra Bonita; a criação e instalação do SAAE – Serviço Autônomo de Água e Esgoto; a abertura dos poços artesianos 7 e 8 (Vila Habitacional e proximidades do Lar São Vicente de Paulo); a melhoria e conservação das estradas vicinais; a complementação da Eletrificação Rural; os 100% da área urbana ligados às redes de água e esgoto; a ampliação, calçamento e iluminação do Cemitério Municipal; o apoio às atividades da Casa da Criança, Lar São Vicente de Paulo, Hospital e demais entidades; o incentivo ao esporte amador, aos clubes locais e a participação de Barra Bonita nos Jogos Regionais.
As festas, Da Criança e do Aniversário da cidade, em cujos desfiles e alegorias se manifestavam a grande criatividade e bom gosto dos participantes; a procissão fluvial da Coroação de Nossa Senhora Aparecida, Rainha dos Estudantes, mobilizando todos os “súditos” e devotos também contaram com a participação do Poder Público e consolidaram o prestígio de Barra Bonita, como grande promotora desses eventos a nível estadual atraindo visitantes de todo interior paulista.
Novas áreas verdes cujos nomes homenageavam pioneiros locais foram urbanizadas, iluminadas e inauguradas. As praças: Luz laia, Blazissa, Hyppolito Lopes e Jacob Chalita, e moderna iluminação também foi instalada nas Praças: São José, Nhonhô de Salles e Cene (atual EEPG Laurindo Battaiola).
Incluem-se neste período duas grandes e históricas enchentes do Rio Tietê nos anos: 1970 e 1972 (cujos volumes foram comparados a de 1929), o reaproveitamento do Rio Tietê como via navegável foi viabilizado através do início das obras do Distrito Hidroviário, (concluídas em 1974).
Nesta administração concluiram-se e foram inauguradas duas importantes obras estaduais iniciadas na gestão anterior: a “Ponte do Açúcar” (12/9/1970) e a instalação dos telefones automáticos (29/12/1970). Ao mesmo tempo, foram iniciadas as construções dos prédios: do Segundo Ginásio – atual “EEPSG Dr. Geraldo Pereira de Barros”; da Delegacia de Polícia e Cadeia Pública e do Fórum da Comarca, todos em áreas doadas pelo município e concluídos na administração seguinte.

(*) Walter Foggette & Irmãos, empresa hoteleira de Bauru, venceu a concorrência pública para o funcionamento do Hotel Turístico em 1969.

Período de 01/02/1969 a 31/01/1973

Dr. Wady Mucare – Prefeito

Luiz Saffi – Vice-Prefeito

Publicidade:

Linguagem »