BELMONTE- O GRANDE NOME DA MÚSICA SERTANEJA

BELMONTE- O GRANDE NOME DA MÚSICA SERTANEJA

Ainda sob os efeitos das comemorações alusivas ao sesquicentenário da Independência do Brasil, Barra Bonita sofre um rude golpe com a perda de um de seus filhos mais famosos: Paschoal Todarelli conhecido em todo Brasil pelo nome artístico de “BELMONTE”, cantor, compositor e consagrado intérprete da música sertaneja, morre, aos 34 anos, no dia 9 de setembro de 1972, em Santa Cruz das Palmeiras, vítima de acidente automobilístico.
Terminou ali, uma carreira de muitas lutas e dificuldades, superadas pelo talento, garra e determinação de um menino pobre, que foi varredor de rua, trabalhador em olaria e garçom, para auxiliar nas despesas da família, mas sempre sonhando ser um artista popular.
O querida “Lico” como assim o chamava sua mãe dona Lúcia, está mais vivo do que nunca. Suas músicas e seus discos são constantemente regravados, iradiados diariamente e fazem sucesso em todo País e não há quem não se emocione ao ouví-los. O reconhecimento está em todos os grandes nomes da música sertaneja atual que também, gravaram suas músicas, especialmente “Saudades de Minha Terra”.
BELMONTE, que nasceu a 2 de novembro de 1937, está sepultado no cemitério local e tem perpetuado em sua lápide, os versos finais de “Saudades de Minha Terra”, seu maior sucesso musical, ao lado de Amaraí e que ainda hoje é cantada e tocada em todo Brasil:

“Eu preciso ir, Pra ver tudo ali, Foi lá que nasci, Lá quero morrer”

Belmonte

Publicidade:

Linguagem »